Oratórios: edículas católicas

Nasci numa Segunda-feira Gorda da Ribeira, dia que os artistas anunciavam suas novas músicas para o carnaval baiano, momento que os trabalhadores que vieram para a Colina Sagrada por conta da Lavagem do Bonfim, tiravam seu dia de folga, dia que começava o período não oficial do carnaval soteropolitano.

 

Uma tempestade se fazia presente desde a noite, muita chuva, raios, trovões e falta de energia elétrica na materinidade. Nasci de fórceps. E fui anunciada pelo médico: " Nasceu uma Bárbara!" Meu nome que seria simples ficou composto e por conta desse senhor sou Bárbara Tércia.

 

Desde então os Santos católicos fazem parte da minha vida, no nome, na devoção da minha mãe adotiva, Dona Judite (in memoriam) e nas lembranças.

Oratórios: edículas afeitovas, só é finalizada 45 anos depois. Cada trabalho tem seu tempo de maturidade e eu compreendo muito bem isso, cada vez mais.

Próxima quinta 10 imagens de Santos serão apresentados segundo minha leitura, sao oratórios impressos para compartilhar momentos de fé e arte.